Reprodução

Em defesa

O crítico literário Antonio Candido foi um grande defensor do legado da Semana de Arte Moderna de 22. Em 1965 ele publicou o ensaio Literatura e Cultura de 1900 a 1945, em que define o festival como um divisor de águas da cultura brasileira no século 20.

+Programação