Possante emblemático

No início do século passado carro era artigo de luxo – não que hoje tenha mudado muito. Mas um possante, em especial, foi emblemático para os modernistas: o famoso Cadillac verde de Oswald de Andrade, motor V8, equipado com cinzeiro. Ele era um dos poucos a transitar motorizado pela pauliceia desvairada e seu carro vivia cheio de artistas, para cima e para baixo. Juntos, passeavam pelo Caminho do Mar, iam para Santos ou ilha de Palmas, segundo Mário de Andrade contou em suas lembranças.

Fonte: Semana de 22 – Antes do Começo, Depois do Fim

Veja também
+Programação