Ronald de Carvalho vaiado

Ronald de Carvalho foi vaiado quando recitou o poema de Manoel Bandeira, Os Sapos. O texto, escrito em 1918 e publicado no ano seguinte, era uma sátira ao Parnasianismo, corrente estilística da época e que ainda agradava a muitos.

Veja também
+Programação